Polícia Civil prende suspeito de atear fogo em adolescente após discussão em MT

Diante da gravidade do crime, o delegado Ricardo Franco representará à Justiça pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva

Polícia Civil prende suspeito de atear fogo em adolescente após discussão

A Polícia Judiciária Civil (PJC) prendeu um homem, identificado como J.A.S., suspeito de atear fogo em um adolescente de 17 anos após uma discussão entre os dois. O rapaz foi preso em flagrante na tarde desta última quarta-feira (07), em São Pedro da Cipa (a 158 km de Cuiabá).

O caso aconteceu na última terça-feira (6). O rapaz estava acompanhado de outro homem de 37 anos em uma residência, no bairro Vila Érica, ingerindo bebida alcoólica, quando a vítima chegou ao local. Em determinado momento, os dois, que mantinham um relacionamento, começaram a discutir.

O homem de 37 anos tentou intervir para que a discussão chegasse a um fim, porém o suspeito pediu para que ele não intervisse. Em seguida, no banheiro, ele pegou álcool, jogou na cabeça do adolescente e ateou fogo com um isqueiro.

A pessoa que estava na casa tentou ver o que estava ocorrendo e, de acordo com declaração prestada à Polícia Civil, ficou com medo do que aconteceu e saiu da residência. Contudo, depois ele retornou e ainda tentou prestar socorro à vítima, informações que foram confirmadas em depoimento pelo suspeito.

A vítima conseguiu caminhar até um vizinho e pedir socorro, sendo encaminhada ao hospital de Juscimeira, com graves queimaduras na região da cabeça. Em entrevista a policiais militares que foram acionados pela unidade de saúde, o rapaz, ainda consciente, conseguiu informar a identidade do suspeito.

A Polícia Civil foi comunicada e iniciou a apuração para localizar o autor do crime. Em busca na residência dele, os policiais chamaram pelo rapaz por diversas vezes, sem que ele atendesse a porta. Ele declarou depois, na delegacia, que se trancou dentro da casa, sem fazer nenhum ruído, na tentativa de ludibriar os investigadores e a equipe desistisse de procurá-lo.

O suspeito foi ouvido pelo delegado e será apresentado em audiência de custódia do Poder Judiciário nesta última quinta-feira (8). Ele foi autuado em flagrante por homicídio qualificado na forma tentada, cometido por meio cruel. “Durante declaração ficou evidente que o suspeito claramente assumiu o risco de ceifar a vida da vítima, agindo de forma cruel”, disse a autoridade policial.

Diante da gravidade do crime, o delegado Ricardo Franco representará à Justiça pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva.

Fonte: Olhar Direto

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.