Vereador Marcus Brito cita atividade de risco e pede que profissionais de imprensa sejam incluídos nos grupos prioritários da vacinação

O presidente do Sindicato dos Jornalistas em Cuiabá, Itamar Perenha, ratifica a iniciativa do vereador

O vereador Marcus Brito Junior (PV) protocolou nesta última segunda-feira (29) um projeto de lei que visa incluir os profissionais de imprensa no grupo prioritário de vacinação contra o coronavírus (Covid-19) na Capital.

A medida tem o objetivo de garantir a imunização dos profissionais que atuam na linha de frente, levando informação para a população, como repórteres, cinegrafistas, fotógrafos e assessores de imprensa.

O parlamentar ressalta que, neste momento, o programa vacinal precisa atingir e proteger profissionais que atuam em atividades essenciais e, portanto, não estão sujeitos a outras medidas de proteção como o isolamento social.

Entre estes profissionais, que não puderam paralisar suas atividades desde o início da pandemia no município há mais de um ano, estão aqueles que atuam na imprensa.

O direito à informação é cláusula pétrea da Constituição Federal de 1988 e é assegurado pelo trabalho daqueles que se dedicam em disseminar a informação e, assim, também contribuir para o combate à pandemia.

“A imprensa exerce um papel fundamental neste período de pandemia, mantendo a população informada e ciente de todos os acontecimentos. Inclusive, vem sendo utilizada pelo poder público como um canal direto com a população, repassando dados e informações como as medidas de combate contra o vírus adotadas pelo Governo do Estado e município, vacinação, número de infectados, entre outras coisas”, coloca o vereador.

Desta forma, a fim de resguardar os direitos fundamentais dos mato-grossenses, em especial dos cuiabanos, que precisam do acesso às informações, até mesmo para exercerem os seus direitos mais básicos, como o da própria vida, saúde e informação, a priorização dos profissionais da imprensa no plano municipal de imunização faz-se necessária para garantir à população o acesso às informações de interesse público e coletivo.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas em Cuiabá, Itamar Perenha, ratifica a iniciativa do vereador. De acordo com ele, já se contabiliza em todo o Brasil 1.032 jornalistas falecidos pela Covid.

“Eu acho uma boa iniciativa. Perdemos muitos amigos em Cuiabá. Temos diversos casos em internação e outros que faleceram, infelizmente. Quem faz externa está submetido a muitos riscos. Enquanto isso, contabilizamos já em todo o brasil 1.032 jornalistas falecidos pela Covid. O maior do mundo”, disse.

Fonte: Assessoria

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.