Abrigos para pessoas em situação de rua são retomados em Belém durante pandemia

A partir desta sexta, 19, três escolas serão utilizadas como ponto de apoio

Abrigo vai receber pessoas em situação de vulnerabilidade. — Foto: Reprodução/Agência Pará
Abrigo vai receber pessoas em situação de vulnerabilidade. — Foto: Reprodução/Agência Pará

A escola estadual Lauro Sodré, localizada na travessa Pirajá, no bairro do Marco, vai passar a ser ponto de apoio para pessoas em situação de rua a partir desta sexta-feira (19). A central de acolhimento foi anunciada pelo Governo do Pará na última quinta-feira (18).

De acordo com a Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), que coordena a ação, na escola vai funcionar um central de triagem e de cadastros. No local, moradores em situação de rua receberão atendimento médico e psicossocial.

Segundo a Seaster, após o procedimento, os moradores em situação de rua serão deslocados para outras duas escolas, Dom Pedro II e Jarbas Passarinho, que servirão de abrigo permanentes durante a pandemia.

A população poderá participar da ação com doação de roupas, calçados, kits de higiene, roupas de cama e brinquedos, que serão recebidos diariamente, das 8 às 18h, na Escola Superior de Educação Física.

Em março de 2020, o acolhimento de pessoas em situação de rua como enfrentamento à pandemia de Covid-19 ocorreu no Estádio Olímpico e na Arena Multiuso Guilherme Paraense (Mangueirinho). Ao todo, cerca de mil pessoas foram abrigadas no local.

Fonte: G1 Pará

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!