Funerárias recebem alerta sobre falta de matéria prima para caixões

Conforme o gerente da Funerária Santa Rita, João Avelino, a empresa recebeu o alerta, mas já fez as encomendas das urnas de forma a se precaver de uma possível falta

João Vieira

Devido ao grande aumento no número de mortes causadas pela covid-19, há risco de faltar caixões em Cuiabá. A realidade ainda não é enfrentada, mas fornecedores já emitiram alerta sobre a escassez e orientaram as empresas sobre novas encomendas.

A Associação dos Fabricantes de Urnas (Afub) também emitiu uma alerta sobre a dificuldade no atendimento às demandas. O comunicado foi divulgado no começo de março.


Conforme o gerente da Funerária Santa Rita, João Avelino, a empresa recebeu o alerta, mas já fez as encomendas das urnas de forma a se precaver de uma possível falta.


“São poucas fábricas de urnas no país que distribuem para todo o Brasil. Os que nos atendem já falaram da dificuldade de encontrar matéria prima e destacaram a possibilidade de faltar urnas no mercado. Também orientaram que as encomendas devem ser feitas com 60 dias de antecedência”, explicou.


A fim de evitar que falta o produto, o gerente informou que teve como base julho de 2020, o pior mês da pandemia até então, e já fez as encomendas. Segundo ele, ainda não já números de março, pois não fechou o mês, mas os números estão próximos dos registrados no ano anterior, no pico das mortes.


“A empresa já tem 40 anos e temos uma noção das coisas, nos precavemos. Acho que está um pouco abaixo do registrado em julho, mas não está longe”, relata o profissional em relação a buscas por urnas.


Outras duas funerárias de Cuiabá foram procuradas e também informaram que, apesar da alta procura, ainda não estão com o produto em falta.


Desde o começo da pandemia, Mato Grosso já registrou 279.178 mil casos do novo coronavírus e 6.574 mortes.

Fonte: Gazeta Digital

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.