775 servidores do Poder Judiciário contraíram a covid-19

Em seguida, 183 colaboradores também notificaram a doença, assim como 164 estagiários. 40 magistrados também comunicaram a possibilidade da infecção

TJ-MT

Quase 800 casos de covid-19 foram registrados nas dependências do Poder Judiciário de Mato Grosso, desde o início da pandemia. De acordo com dados do boletim diário, divulgado nesta terça-feira (16), 1459 notificações da doença foram apontados, de abril de 2020 até março deste ano.

6 pessoas, que trabalhavam para o Poder Judiciário, perderam a vida em decorrência da covid-19. Das 1459 notificações, 1072 eram de servidores. Isso significa dizer que os servidores representam 73,47% das pessoas que foram expostas ao novo coronavírus.

Em seguida, 183 colaboradores também notificaram a doença, assim como 164 estagiários. 40 magistrados também comunicaram a possibilidade da infecção.

Dos 1459 casos notificados, 775 foram confirmados. Além disso, 224 pessoas infectadas foram curadas. Dos 684 casos suspeitos, 306 foram descartados.


Ainda de acordo com o boletim, 760 casos foram notificados de comarcas do interior, ou seja, incidência de aproximadamente 52%. Outros 359 casos foram apontados no Tribunal de Justiça. Na comarca de Cuiabá, 223 casos foram notificados, assim como em Várzea Grande, que comunicou 117 casos.


Já o boletim de março de 2021 aponta que existem, no momento, 48 casos de covid-19 confirmados entre servidores do TJMT e 21 suspeitos. Destas 7 suspeitas já foram descartadas. São 20 casos no Tribunal de Justiça e 27 casos nas comarcas do interior. Além de 7 casos na comarca de Cuiabá e 5 em Várzea Grande.


Casos entre magistrados
Nesta terça-feira (16), a juíza Gleide Bispo foi transferida para São Paulo. Ela foi intubada na segunda-feira (15) e apresentou melhora no quadro de covid-19 nas últimas horas. Diante do quadro de 80% de comprometimento dos pulmões, a equipe médica considerou recomendada a transferência.


Além da magistrada, o juiz Elinaldo Veloso Gomes e o desembargador aposentado, José Silvério, estão em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com o novo coronavírus.


José Silvério, 78, é ex-presidente do Tribunal de Justiça e foi internado no dia 10, em estado grave. Elinaldo Veloso também está senado há alguns dias.


Além dos três magistrados contaminados, o juiz Yale Sabo Mendes teve covid no ano passado e se recuperou em casa. A juíza Amini Haddad Campos, de Várzea Grande, também foi contaminada, assim como toda a família. Ela não precisou de internação. O juiz Angelo Judai Jr, de Tangará da Serra, comunicou a doença no dia 1º de março, mas já está curado. O juiz de Cuiabá Augusto Veras Gadelha também foi infectado pelo vírus, mas está em tratamento e apresenta boa recuperação.

Fonte: Gazeta Digital

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.