Defendendo abertura de leitos para evitar lockdown, Gallo garante dinheiro suficiente para investimento de R$ 227 mi

Sobre o decreto da semana passada, em que proíbe o funcionamento de atividades econômicas após às 19h (de segunda a sexta), Gallo avalia que não houve impacto na arrecadação do estado

Com recursos suficientes para bancar a abertura de leitos em Mato Grosso, o secretário de Fazenda, Rogério Gallo, afirma que o novo pacote de ações de enfrentamento à Covid-19 é o caminho para evitar a necessidade de um lockdown em Mato Grosso. Na tarde desta quarta-feira (10), o Governo estadual anunciou investimento de R$ 227 milhões.

“Tudo que estamos fazendo é para que o estado tenha condição de, com a conscientização das pessoas e mais essas medidas para desafogar as UTIs, evitar o que seria drástico e com danos colaterais as pessoas, com a perda de renda”.

Além das medidas de restrição as atividades econômicas e toque de recolher a partir das 21h, o governo anunciou a abertura a abertura de 160 novas UTIs próprias e em parceria com municípios, 500 novos leitos clínicos, 150 leitos home care de retaguarda, 500 mil testes rápidos, entre outras medidas.

Conforme Gallo, os recursos para tais investimentos serão oriundos da arrecadação estadual e repasses do Governo federal. O secretário ainda garante que o Estado aguentaria até a prorrogação dessa parceria com os prefeitos.

“São quase R$ 230 milhões nos próximos 90 dias. Sendo que em um curto prazo, até dia 15, vamos repassar algo em torno de R$ 70 milhões aos prefeitos, para que tenhamos o aumento da nossa capacidade de internação em enfermarias, para não deixar que as pessoas se agravem e precisem de leitos de UTI”, explicou.

Sobre o decreto da semana passada, em que proíbe o funcionamento de atividades econômicas após às 19h (de segunda a sexta), Gallo avalia que não houve impacto na arrecadação do estado. “Não houve grande impacto, a não ser para setores como bares, restaurantes e eventos. O governo está estudando algumas medidas direcionadas a esse público”.

Fonte: G1 Pará

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.