Funcionário de escola é preso por assediar aluno com deficiência mental em SP

Homem descobriu o número do celular da vítima e enviava conteúdo pornográfico para o garoto

Um funcionário de uma escola foi preso acusado de assediar sexualmente um aluno de 16 anos com deficiência mental. Segundo a Polícia Civil, o homem de 47 anos descobriu o número do celular da vítima e enviava conteúdo pornográfico para o garoto. O caso aconteceu em Caçapava, no interior de São Paulo.

Durante a prisão, policiais encontraram centenas de materiais com pornografia infantil do computador do suspeito. A denúncia foi feita pela mãe do adolescente, que teria percebido as conversas.

“A mãe do garoto acompanha tudo que ele vê nas redes sociais e internet. Quando ela percebeu as mensagens de cunho sexual, trouxe até a delegacia e denunciou”, afirma a polícia.

De posse das informações da mãe do jovem, os agentes passaram a investigar o suspeito. Durante os trabalhos, policiais chegaram a procurar por ele na escola, mas só o encontraram em sua residência. Segundo a polícia, o homem teria confessado que falava com o adolescente e também teria cometido outros assédios contra alunos e ex-alunos, menores e maiores de idade.

Os agentes foram autorizados pelo homem a ter acesso ao conteúdo do computador. “Encontraram milhares de fotos e vídeos pornográficos com crianças e adolescentes. Tinha muita coisa mesmo. Fica até difícil saber o que foi produzido por ele e o que ele recebeu de outras pessoas”, afirmou o delegado Hugo Pereira de Castro.

O funcionário da escola será indiciado por armazenar pornografia infantil. No entanto, segundo Hugo, as investigações continuam, para descobrir se ele chegou a ter relações sexuais com outras vítimas.

Fonte: Uol

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.