Casal indígena da etnia Xavante morre no mesmo dia de Covid-19 em Cuiabá

A informação é do presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi), Clarêncio U’repariwe Tsuwaté.

Juliana e Roque Teromnhi Eiwe morreram nessa quarta-feira (10) em Cuiabá — Foto: Arquivo Pessoal

Morreu nessa quarta-feira (10), em Cuiabá, o casal indígena Juliana e Roque Teromnhi Eiwe, conhecido como Roque Xavante, de 57 anos, vítimas da Covid-19. A informação é do presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi), Clarêncio U’repariwe Tsuwaté.

O Museu de História Natural de Mato Grosso, lamentou a morte do casal e afirmou, em nota, que

Roque Xavante e Juliana sempre estiveram presentes no Museu em diversas atividades, assim como outras pessoas de sua família que contribuíram para a construção do Museu.

Segundo Clarêncio U’repariwe Tsuwaté, um dos 8 filhos do casal morreu na semana passada devido a complicações da diabetes, o que abalou emocionalmente Roque e Juliana, que já estavam com Covid-19.

Ele também explica que Roque realizava sessões de hemodiálise e aguardava um transplante.

Roque foi professor na Aldeia São Marcos, em Barra do Garças, a 503 km de Cuiabá, durante muitos anos.

Natural de Novo são Joaquim, ele também foi candidato a vereador de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, nas eleições do ano passado.

Fonte: G1 MT

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.