Imperador emérito do Japão é diagnosticado com insuficiência cardíaca

O imperador emérito do Japão Akihito, pai do atual imperador Naruhito, recebeu um diagnóstico de insuficiência cardíaca no mês passado, mas sua condição tem melhorado com o tratamento, disse um funcionário da Agência da Casa Imperial (IHA) nesta terça-feira (26).

Akihito, de 88 anos, renunciou em 2019 na primeira abdicação de um imperador japonês em dois séculos, dizendo que não tinha certeza se ainda estava à altura das exigências do cargo.

A insuficiência cardíaca é uma condição na qual o músculo cardíaco não bombeia o sangue tão bem quanto deveria e pode ser tratada.

O imperador emérito foi diagnosticado com insuficiência cardíaca devido a uma válvula cardíaca defeituosa no fim de junho e está em tratamento com medicamentos e através da restrição de atividade e ingestão de líquidos desde então, disse um funcionário da IHA.

“Atualmente, ele está vivendo a vida como de costume”, acrescentou o funcionário.

Akihito, filho do imperador Hirohito, passou grande parte de seu reinado trabalhando para curar as feridas de uma guerra travada na Ásia em nome de seu pai, além de aproximar a monarquia dos cidadãos comuns.

Ele marcou o 70º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial em 2015 com uma expressão de “profundo remorso”, um afastamento de comentários anteriores, que foi visto por alguns como um esforço para cimentar um legado de pacifismo sob ameaça de nacionalistas conservadores japoneses.

“Olhando para o passado, juntamente com profundo remorso pela guerra, rezo para que esta tragédia da guerra não se repita e, juntamente com o povo, expresso minhas profundas condolências por aqueles que morreram em batalha e nos estragos da guerra”, disse em 15 de agosto de 2015.

Cientista por vocação, Akihito foi o primeiro herdeiro da família imperial japonesa a se casar com uma plebeia, a Imperatriz Emerita Michiko, que conheceu em uma quadra de tênis.

Akihito e Michiko foram muito bem vistos por seu papel de confortar o público em tempos difíceis, como quando se ajoelharam para conversar com pessoas em abrigos após desastres, uma ação vista como aproximando-os das pessoas.

O imperador emérito também fez um discurso de TV sem precedentes para a nação depois que do terremoto e tsunami de março de 2011, que provocaram uma crise nuclear e devastaram grande parte do nordeste do Japão, deixando quase 20.000 mortos.

A insuficiência cardíaca descreve um enfraquecimento gradual do músculo cardíaco e é um diagnóstico muito comum, principalmente entre os idosos, disse Gautam Deshpande, médico de medicina interna do Hospital Internacional St. Luke, em Tóquio.

Fonte CNN Brasil

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!