Defesa pede revogação da prisão de influenciador em Minas Gerais

Em uma audiência de custódia neste sábado (23), a defesa do influenciador Ivan Rejane Fonte Boa Pinto, preso por divulgar informações falsas nas redes sociais contra o Supremo Tribunal Federal (STF), pediu relaxamento e revogação de sua prisão temporária.

O pedido foi feito pelos “advogados do empresário e influenciador digital Ivan Rejane Fonte Boa Pinto — que foi candidato a vereador de Belo Horizonte em 2020”.

Felipe Giardini, procurador da República que representou a instituição na audiência, pediu que seja aberta vista dos autos para a devida manifestação ministerial.

O desembargador Airton Vieira encaminhou os pedidos ao ministro relator no STF, Alexandre de Moraes. Até nova decisão de Moraes, Ivan Rejane segue preso.

Ivan Rejane Pinto foi preso pela Polícia Federal na sexta-feira (22), em Belo Horizonte, por decisão de Moraes, acusado de veicular informações falsas sobre a atuação da Corte. Ele chegou a resistir à prisão.

Nas postagens em redes sociais que embasaram a prisão, o acusado fez diversos ataques a Luiz Inácio Lula da Silva, Gleisi Hoffmann e Marcelo Freixo, além de criticar ministros do STF indicados pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Na eleições de 2020, Ivan chegou a concorrer como candidato a vereador de Belo Horizonte, mas não foi eleito.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública de Minas Gerais, Ivan deu entrada na Penitenciária de Contagem I – Nelson Hungria na sexta-feira (22), onde permanece até o momento.

 

*Com informações de Gabrielle Varela e Rudá Moreira, da CNN

Fonte CNN Brasil

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!