Russi aguarda decisão de Mauro para “acomodar” Natasha e rejeita federação com Fávaro ao Governo | VGN

VGN

image

Deputado estadual Max Russi

O presidente estadual do PSB, deputado Max Russi afirmou em entrevista à imprensa nesta sexta-feira (22.07), que cabe ao governador Mauro Mendes (União) decidir se fará parte do palanque Lula-Alckmin, caso acolher a proposta do PSB de “palanque aberto” para manter a médica Natasha Slhessarenko como pré-candidata ao Senado, na coligação.

Segundo Max, apesar da ‘tendência’ em caminhar com Mauro, o “martelo só será batido” na Convenção por ainda depender do governador ‘abrir o palanque’ ao Senado. Ele garante que a decisão do PSB Estadual será respeitada pela Direção Nacional do partido.

“O projeto da Natasha Slhessarenko é um projeto viável, o que nós queremos? colocar a candidatura do PSB junto ao palanque do governador Mauro Mendes. Essa é uma decisão que o grupo de Mauro Mendes vai ter que tomar. Essa é uma defesa que o PSB está fazendo, nós temos que defender nosso projeto e o União Brasil vai defender os deles”, declarou Russi, que descartou a possibilidade de Natasha recuar do projeto.

Leia também: Deputado denuncia ministro da Saúde por desperdício de R$ 243 milhões em vacinas e medicamentos

Ainda sobre o Governo, Russi deixou claro que não tem interesse em dialogar com a federação PT, PV e PCdoB, para compor uma possível candidatura do senador Carlos Fáváro (PSB) ao Governo, e foi direto ao afirmar que o PSB em Mato Grosso é independente.

“Primeiro que nós não andamos com a federação do PT, o PSB aqui tem um projeto independente, onde temos uma chapa de estadual, chapa de federal e uma candidata ao senado. Então, a federação não nos procurou e nós não procuramos a federação e não temos interesse de andar junto com a federação”, encerrou.

Fonte VG Notícias

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!