“Não havia opções”, diz piloto que pousou avião em rodovia na Carolina do Norte

No último dia 3, quando o motor de seu pequeno avião falhou três vezes, Vincent Fraser não teve escolha a não ser fazer um pouso de emergência em um terreno montanhoso ao sul do Parque Nacional Montanhas Great Smoky, na Carolina do Norte.

O vídeo da GoPro de seu pouso perigoso no oeste do Estado mostra o piloto manobrando seu monomotor sob as linhas de energia da cidade e entrando na pista dupla central de uma rodovia, com carros passando nos dois sentidos.

Fraser, que estava voando com seu sogro, falou ao “New Day” da CNN, nesta segunda-feira (11), sobre o seu angustiante desembarque.

“A única coisa que realmente passava pela minha cabeça era que eu precisava manter meu sogro seguro, e eu precisava manter as pessoas seguras. Eu estava apenas tentando fazer o melhor que podia sem machucar ninguém”, lembrou Fraser.

Eles estavam sobre o Lago Fontana quando tiveram a primeira falha no motor, e Fraser não viu nenhuma estrada devido às árvores e a paisagem montanhosa do local.

“Então, a princípio, não havia opções”, afirmou.

A certa altura, ele pensou que uma ponte à distância era sua “melhor e única chance”, mas o avião estava muito baixo para fazer o pouso e havia muitos veículos para tentar a manobra sem sério risco de ferir ou matar alguém, explicou ele.

A próxima opção era o rio em frente à ponte, no qual Fraser disse ter decido pousar quando, “por algum milagre”, a estrada apareceu.

“Aquela estrada… ela simplesmente apareceu à minha esquerda. Eu não podia vê-la antes por causa das montanhas, vales e árvores.”

Felizmente, Fraser tinha altitude suficiente para virar a aeronave em direção à rodovia no último segundo.

O vídeo da câmera GoPro de Fraser o mostra pousando no meio da pista enquanto o tráfego passa em ambos os lados da aeronave.

“Eles deviam ter ficado tão aterrorizados”, apontou Fraser sobre as pessoas no terreno.

O xerife do condado de Swain, Curtis Cochran, elogiou o pouso em um post no Facebook. “Que trabalho excelente e sem vítimas. Incrível”.

“Houve tantas coisas que poderiam ter sido catastróficas, mas que não aconteceram”, elogiou Cochran.

Após o pouso, um mecânico verificou o avião, que foi rebocado montanha acima para uma estrada mais alta e longa, detalhou Fraser.

Três dias depois, ele decolou da rodovia.

A decolagem foi “aterrorizante”, confessou Fraser, mas ele a transformou em um “objetivo da Marinha”.

“Eu voltei para quando eu estava no Corpo de Fuzileiros Navais e fiz daquela decolagem, a minha missão. E, então, você sabe, eu sabia que o avião estava seguro, sabia que o avião estava verificado e eu tinha o treinamento.”

Apesar da confiança, seus nervos estavam à flor da pele.

“Eu honestamente só queria desligá-lo, sair e vomitar. Você simplesmente não pode acreditar que isso está realmente acontecendo.”

A decolagem, no entanto, foi um sucesso. Missão cumprida.

Fonte CNN Brasil

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!