Tribunal determina fim imediato da greve de ônibus em SP; paralisação continua

O Tribunal do Trabalho de São Paulo determinou nesta quarta-feira (29) o fim imediato da greve de motoristas e cobradores de ônibus na cidade de São Paulo.

A corte ainda declarou que a paralisação é abusiva e impôs multa de R$ 100 mil.

“A maioria declara a abusividade da greve, impõe multa de 100 mil reais pela abusividade de 2 dias de paralisação, concede reajuste de 12,47%, indeferir as demais clausulas, determinar retorno imediativo ao trabalho com desconto de 1 dia de paralisação.”

A decisão sobre o fim do movimento, no entanto, ainda depende de assembleia do sindicato.

Apesar de terem garantido o reajuste salarial de 12,75% na última paralisação, realizada há duas semanas, os trabalhadores afirmam que outras reinvindicações não foram atendidas, como hora de almoço remunerada, PLR, adequação de nomenclaturas e plano de carreiras do setor de manutenção.

Fonte CNN Brasil

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!