Tempestade tropical Bonnie pode levar inundações para países do Caribe e América Central

Uma potencial tempestade tropical ameaça varrer as costas da América Central e do Caribe, trazendo fortes chuvas, inundações e deslizamentos de terra para alguns países, segundo o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês).

De acordo com as informações mais recentes do NHC, o potencial ciclone tropical dois, que levaria o nome de Bonnie, trará condições de tempestade tropical para as ilhas de San Andrés, na Colômbia, e nas costas do Mar do Caribe, na Costa Rica e Nicarágua.

Enquanto isso, o Escritório de Gestão de Riscos e Contenção de Riscos Nacionais de Honduras, Copeco, informou por meio de um comunicado que declarou um alerta verde em todo o país para o furacão Bonnie.

O que se sabe até o momento

O NHC monitora desde meados desta semana a área de trovoadas sobre o noroeste do Golfo, que está se movendo lentamente para oeste, aproximando-se da costa do Texas.

Na madrugada desta sexta-feira (30), a potencial tempestade tropical deslocava-se a cerca de 32 km/h em direção à costa sudoeste dos Estados Unidos, com ventos máximos sustentados de 65 km/h, segundo o NHC.

O Centro Nacional de Furacões ainda identifica Bonnie como “potencial ciclone tropical dois” e prevê:

  • Inundações repentinas e deslizamentos de terra em algumas áreas de influência na Nicarágua e Costa Rica;
  • “Condições de furacão” na tarde desta sexta-feira ao longo da costa caribenha da Nicarágua;
  • Em Honduras, a Copeco espera que a possível tempestade tropical se torne um furacão de categoria 1, afetando as regiões sudoeste, centro e sudeste de Honduras e com chuvas na fronteira com El Salvador;
  • Em San Andrés, Colômbia, o Instituto de Hidrologia, Meteorologia e Estudos Ambientais da Colômbia, Ideam, emitiu um alerta para a probabilidade de uma tempestade tropical. Segundo o Ideam, há uma “alta probabilidade” de ventos próximos a 65 km/h ocorrerem sobre o mar do Caribe colombiano e o arquipélago de San Andrés e Providencia, na noite de quinta-feira e na madrugada de sexta-feira.

O presidente colombiano, Iván Duque, disse que há “monitoramento constante” de Bonnie e “comunicação constante” com autoridades do arquipélago de San Andrés e Providência. “Existem todos os mecanismos de preparação e alerta para lidar com qualquer evento.”

Formação da tempestade

Nesta quarta-feira, o potencial ciclone tropical dois foi localizado a cerca de 160 quilômetros a leste-sudeste de Curaçao. Ele estava se movendo rapidamente para o oeste perto da costa norte da Venezuela. O NHC previu que Bonnie “poderia se tornar uma tempestade tropical a qualquer momento”.

Os alertas de tempestade tropical estavam em vigor a partir do meio da semana para vários países do sul do Caribe, com alertas de chuva forte, inundações repentinas localizadas e rajadas de vento com força de tempestade tropical.

A previsão oficial prevê que uma forte tempestade tropical atinja a América Central na noite de sexta-feira, enfraquecendo ao cruzar a terra e emergindo no Pacífico, onde se fortalecerá novamente.

Ao contrário do furacão Agatha, que atingiu o México no início deste ano, se desfez e contribuiu para o que acabou se tornando Alex no Atlântico, o sistema também deve permanecer intacto na América Central. Se isso acontecer, a tempestade manterá o nome Bonnie mesmo quando cruzar o Oceano Pacífico.

Fonte CNN Brasil

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!