AGER-MT participa do o XXXIV Encontro Do Corredor Centro-Norte em São Luís no Maranhão – rss

 

 

A Unidade de Normatização UNOR, por meio da analista reguladora, Jucemara Carneiro Marques Godinho, participou do o XXXIV Encontro Do Corredor Centro-Norte no Salão Nobre da Federação, que aconteceu no dia 01 de junho em São Luís, no Maranhão.

O evento foi realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) em parceria com Agência de Desenvolvimento Sustentável do Corredor Centro-Norte (ADECON) e Porto do Itaqui e contou com apoio da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), e reuniu especialistas de todo o país em logística ferroviária, portuária, rodoviária e hidroviária para debater propostas e soluções para o aperfeiçoamento de logística integrada. 

 

O Corredor Centro-Norte compreende as hidrovias Araguaia e Tocantins e as ferrovias Norte-Sul e Carajás, uma extensa região que promove o desenvolvimento do País atingindo um conjunto multimodal de transportes e infraestrutura que interliga o Centro-Oeste através do Norte e do Nordeste de modo privilegiado com o exterior e com o restante do País.

No dia 31 de maio como parte da programação a analista participou de uma viagem de trem de Comitiva liderada pela ADECON, que viajou num vagão exclusivo em Trem da Vale S/A, pela Ferrovia Carajás,  começando em Marabá – PA passando por Açailândia – MA, município no qual há o entroncamento da Ferrovia Norte Sul (FNS) com a Estrada de Ferro Carajás (EFC), todos com destino à Estação Anjo da Guarda, em São Luís – MA.

Os participantes ainda visitaram o Porto do Itaqui e os Terminais da Granel Química e da Companhia Operadora do Porto do Itaqui – COPI. Terminais de destaque e extrema relevância para o agronegócio e para a logística de armazenagem e distribuição de granéis líquidos e fertilizantes nos municípios na hinterlândia do Porto do Itaqui.

 

A analista Jucemara Carneiro Marques Godinho, avaliou a importância das Agências no processo.

“O Evento foi de grande relevância para a UNOR em relação a elaboração de Normas mais acertadas tanto em Rodovias, Hidrovias, Ferrovias, Portos e o entendimento do conjunto em logística. A troca de conhecimento foi essencial para entendermos sobre as novas áreas em que a AGER começou a regular. Também foi discutido sobre segurança jurídica e como evitar judicialização em contratos de concessão.  Temas muito discutido na AGER para uma regulação e fiscalização mais eficaz”, finalizou a analista.

Secom-MT

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!