Galão com etanol explode e mulher morre com 60% do corpo queimado

Vizinhos apagaram as chamas e levaram a mulher para o hospital

Foto: Chico Ferreira/Gazeta Digital (GD)

Mulher identificada como Luiza Wankecia Vieira, 35, morreu no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), depois de quase um mês internada com 60% do corpo queimado vítima da explosão de um galão de 5 litros de etanol que estava no fundo de sua casa.

No dia 16 de outubro, por volta das 23h30, vítima estava vendendo espetinho com o marido, mas que resolveu ir embora com a filha de 2 anos. Chegando em casa, vizinhos relataram que ouviram uma explosão.

Não demorou muito para a vítima sair correndo na rua, com fogo pelo corpo, pedindo por ajuda. Vizinhos apagaram as chamas e levaram a mulher para o hospital. A filha do casal teve uma pequena queimadura na cabeça.

Segundo o marido da vítima, por conta da pandemia, a mulher costumava tomar banho no banheiro dos fundos, perto de onde ficava um galão com etanol. Ele não soube informar o que levou a mulher manusear o galão naquele horário.

Transferida para Cuiabá

Diante da gravidade do caso, com queimaduras de 2º e 3º grau pelo corpo, ela precisou ser transferida do Hospital Regional para o HMC no dia 17 de outubro.

Ela ficou internada e recebendo o tratamento especializado, com 60% do corpo queimado, mas durante a manhã de quinta, teve uma parada cardíaca, não respondeu aos estímulos e a morte foi decretada.

Fonte: Gazeta Digital

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.