Mais de 300 veículos serão prensados em Alta Floresta

O pátio lotado, conforme ele, dificulta a limpeza do local, que tem que ser submetido a limpeza toda semana, para evitar a criação de mosquitos como o que transmite a dengue

Foto: Divulgação

Carros e motocicletas que estão no pátio do 20º Ciretran de Alta Floresta estão prontos para serem prensados. Segundo Eusébio Cardoso, gerente de pátio da 20º Ciretran, São 304 veículos entre carros e motos [55 carros e 241 motos] que estão já descontaminados e empilhados no pátio da Ciretran. 

Antes de serem empilhados, são retirados as baterias, óleo e combustíveis dos veículos para evitar que aja contaminação no Meio Ambientes quando houver o processo de prensagem. Eusébio Cardoso, explica que o Código de Trânsito Brasileiro, no artigo 328, diz que “o veículo que é levado ao pátio, pode ser disposto para leilão em 60 dias.

Mas para ser prensado, o prazo é de um ano, caso o proprietário não procure para fazer a retirada do veículo”. “Se neste prazo o proprietário não for ao Ciretran e comunicar que vai retirar o seu veículo do pátio, ele vai para a prensa. Poder ser um veículo novo, se o dono não o procurar ele será encaminhado para a prensagem para a limpeza do pátio”, explica. 

O pátio lotado, conforme ele, dificulta a limpeza do local, que tem que ser submetido a limpeza toda semana, para evitar a criação de mosquitos como o que transmite a dengue. Com relação aos débitos destes veículos, Eusébio explica que há dois tipos de débitos.

O que estão nas placas dos veículos, que são as multas de infração no trânsito e os débitos que foram para a PGR [Procuradoria Geral do Estado] ficam no CPF do proprietário, que são o IPVA e Licenciamento. De acordo com ele, os débitos que estão na placa do veículo são eliminados.

Mas o Licenciamento e IPVA, que são inseridos no CPF do proprietário, vão para a dívida ativa do Estado e permanecem mesmo o veículo sendo prensado. “Se o veículo tem R$ 5 mil de dívida de pátio, essa dívida será eliminada, assim como as multas de trânsitos. Mas os débitos de IPVAS e Licenciamento, que estão na dívida ativa, não estão e não estão na placa do veículo, mesmo que seja prensado, estas dívidas continuam existindo”, esclarece. Conforme ele, quando o carro é prensado, o proprietário sofre o prejuízo, assim como o guincho e o Estado que também acabam perdendo.

“É importante que os veículos não venham para o pátio”, enfatiza. Carros e motocicletas que estão há um ano no pátio do Ciretran serão prensados. O chefe da Ciretran de Alta Floresta, Romildo Corsino, disse que todos os veículos, com mais de um ano no pátio estão aptos para irem para a prensa. Porém, antes disso, todos os proprietários são notificados pelo Detran.

E caso tenham interesse, podem regularizar a situação e retirar o veiculo antes que o mesmo seja prensado. Os veículos nesta situação, são da empresa BRF, de São Paulo, que venceu licitação junto ao governo do Estado.

Fonte: MT Norte

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.