Principal suspeito de matar brutalmente jovem de Santa Terezinha é preso no Tocantins

Segundo o delegado José Ramon Leite, as investigações apontam que o crime pode ter sido motivado por uma dívida de drogas

Foto: Reprodução

O principal suspeito do homicídio ocorrido no final do mês de junho no município de Santa Terezinha teve o mandado de prisão preventiva cumprido pela Polícia Civil, nesta última quinta-feira (08.07), menos de quinze dias após o início das investigações para apurar o desaparecimento da vítima.

O suspeito foi localizado na Ilha do Bananal no estado do Tocantins, onde teve o mandado de prisão cumprido em uma ação integrada da Delegacia de Santa Terezinha e Delegacia de Vila Rica.

O corpo da vítima, Saulo Daniel Alves dos Santos, 30 anos, foi localizado no dia 25 de junho enterrado próximo a saída do Varjão, sendo localizadas vestes queimadas nas proximidades.

A equipe da Delegacia de Santa Terezinha deu início as investigações para identificar e prender os autores no crime. Na madrugada de 30 de junho, a Polícia Militar conduziu dois suspeitos de envolvimento no desaparecimento da vítima que foram ouvidos e liberados por não estarem em situação de flagrante.

Segundo o delegado José Ramon Leite, as investigações apontam que o crime pode ter sido motivado por uma dívida de drogas, porém a informação levantada até o momento é que a vítima subtraiu R$ 50 do suspeito que posteriormente foi cobrar o valor, ocasião em que matou a vítima com diversos golpes de facão.

Após tirar a vida da vítima, o suspeito foi em casa retirou as vestes e retornou ao local, degolou a vítima cortou os membros inferiores e ainda ateou fogo no corpo e o ocultou em uma cova rasa.

Com base nos levantamentos, o delegado representou pelo mandado de prisão do suspeito que foi expedido pela Justiça, sendo o suspeito localizada na manhã desta quinta-feira (08), no estado do Tocantins, onde a ordem judicial foi cumprida.

Segundo o delegado a prisão do principal suspeito do crime foi possível graças a um trabalho de inteligência, realizada pela Delegacia de Santa Terezinha com apoio da Delegacia de Vila Rica, em que foram coletados diversos elementos que apontavam a autoria do crime.

“Uma investigação de qualidade é baseada em vários elementos de formação que apontam o envolvimento do autor com o crime. As diligências estão em andamento para apurar a participação de outras pessoas no crime”, disse.

Fonte: Olhar Alerta

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.