PF prende integrante de facção que pescava e caçava dentro de terra indígena em Rondonópolis

Foram cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão contra o suspeito investigado por praticar crimes ambientais no interior da terra indígena

Homem foi preso na manhã desta terça-feira (15) suspeito de pescar e caçar dentro da Terra Indígena Tadarimana, no município de Rondonópolis, no sul de Mato Grosso — Foto: PF/MT
Homem foi preso na manhã desta terça-feira (15) suspeito de pescar e caçar dentro da Terra Indígena Tadarimana, no município de Rondonópolis, no sul de Mato Grosso — Foto: PF/MT

Um homem foi preso na manhã desta terça-feira (15) suspeito de pescar e caçar dentro da Terra Indígena Tadarimana, no município de Rondonópolis, no sul de Mato Grosso. Segundo a Polícia Federal, com ele foram apreendidas três armas de fogo, redes e objetos usados na pesca predatória.

O investigado é integrante de uma facção criminosa.

A Operação Ksenos investigava a pesca e a caça predatórias no interior da terra indígena. A ação contou com servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Foram apreendidas três armas de fogo, redes e objetos usados na pesca predatória — Foto: PF/MT
Foram apreendidas três armas de fogo, redes e objetos usados na pesca predatória — Foto: PF/MT

Foram cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão contra o suspeito investigado por praticar crimes ambientais no interior da terra indígena.

Ksenos é palavra de origem grega que significa “aquele que vem fora”. Assim, o nome da operação foi alusão ao não-indígena, acusado a praticar crimes em Terra Indígena.

Fonte: G1 MT

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.