Operação Nefasto prende jovem acusada de cometer homicídio em Gatumé em Samambaia

De acordo com as investigações, a jovem dopou a vítima com tranquilizante, ligou o som alto da residência para os vizinhos não ouvirem, e passou a desferir inúmeros golpes de facão contra ela

Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (27) a Polícia Civil do DF prendeu preventivamente uma jovem, de 19 anos, acusada de ser a principal executora de um homicídio.

A prisão é resultado da segunda fase da Operação Nefasto. De acordo com as investigações, a jovem dopou a vítima com tranquilizante, ligou o som alto da residência para os vizinhos não ouvirem, e passou a desferir inúmeros golpes de facão contra a vítima, até ela morrer.

Em seguida, juntamente com seu marido, enrolaram a vítima em um cobertor e a colocaram dentro de um carrinho. “O casal carbonizou, parcialmente, o corpo da vítima e, por fim, jogaram o cadáver em um poço, localizado no Parque Gatumé, em Samambaia”, disse o delegado adjunto da 26ª DP, Rodrigo Carbone.

Depois da ação criminosa, o casal adulterou o local do crime e foi para um hotel em Samambaia comemorar a execução do crime.

“Nossa equipe de investigação conseguiu elucidar o crime e todas as suas circunstâncias, logrando êxito na prisão dos autores, inclusive com a obtenção de imagens do momento da ocultação do cadáver”, afirmou o delegado.

A mulher permanece presa, à disposição da Justiça.

Com informações da PCDF.

Fonte: Jornal de Brasilia

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.