Homem é preso após se passar por curandeiro e estupra mulher que não podia engravidar em AM

Vítima recebeu a promessa de que ‘maldades’ seriam retiradas para que pudesse engravidar

Taxista diz ser curandeiro e estupra mulher que não podia engravidar no AM

Um taxista de 59 anos foi preso acusado de estupro mediante a fraude contra uma agricultora de 28 anos. A prisão, feita na última quint-feira (16), é referente a crime cometido em setembro de 2020, quando o acusado alegou ser curandeiro e disse que tiraria os trabalhos maldosos feitos contra vítima que não podia engravidar.

De acordo com a Delegacia Especializada de Polícia (DEP), o taxista cobrou R$ 2.8 mil para ‘tirar as maldades’. O homem levou a vítima para um local, onde tirou a roupa dela e consumou o ato, em São Gabriel da Cachoeira (AM).

O homem foi indiciado por estupro mediante a fraude. Ele permanecerá em custódia policial.

Fonte: O Liberal

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.