PM fecha central de golpes na OLX financiada por facção criminosa e um suspeito é preso em Várzea Grande

polícia encontrou diversos sacos plásticos sujos na calçada e viram que havia terra mexida no jardim. O suspeito disse que aquela era a segunda viagem dele ao local, que já havia levado duas caixas grandes de lá para uma residência

Foto: Reprodução

Um homem, identificado apenas como Willian, foi preso na noite desta quinta-feira (15) em uma residência no Residencial Celestino Henrique Pereira, em Várzea Grande, onde funcionava uma central de golpes aplicados na OLX. O suspeito disse que recebia dinheiro de uma facção criminosa e usava fotos de um policial militar de outro Estado.

De acordo com informações da PM, por volta das 19h de ontem (15) uma equipe fazia diligências no Residencial Celestino Henrique Pereira, em busca de Willian, quando receberam a informação de que ele morava na Rua 4 e que seria membro de facção criminosa.

Os militares acabaram se deparando com um suspeito com as mesmas características de Willian saindo de uma residência com uma caminhonete S10 preta. Na abordagem os policiais constataram que aquela era a casa de Willian.

A polícia encontrou diversos sacos plásticos sujos na calçada e viram que havia terra mexida no jardim. O suspeito disse que aquela era a segunda viagem dele ao local, que já havia levado duas caixas grandes de lá para uma residência no Bairro Barra do Pari, em Cuiabá.

A equipe foi ao local indicado e conversaram com um homem, que autorizou a busca na casa. Willian dividia aluguel com o homem. Os militares encontraram vários materiais que apontavam que ali funcionava uma central de golpes na OLX. Willian confessou que os celulares eram utilizados para cometer estelionato.

O suspeito ainda disse que recebe dinheiro de uma facção criminosa e que usava fotos de um policial militar de outro Estado. A caminhonete foi apreendida e o suspeito foi preso e encaminhado à delegacia. Também foram apreendidos sete aparelhos de celular, um notebook, uma impressora, três carregadores, uma mochila e nove chips de celular.

Fonte: Olhar Direto

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.